14 de fev de 2013

Vendem-se temas para conversas interessantes

Deveria existir alguém por aí distribuindo temas. Seria uma espécie de entregador ou ambulante que teria como missão especial tonar a conversa entre algumas pessoas menos chata e monotemática. A maioria das pessoas que, certamente, iriam adquitir os serviços desse profissional não sabe que precisa. Mas nada que uma boa campanha publicitária, ou um desses vídeos virais não resolvesse.

Caso esse profissional existisse, imagine como seria lindo viver em um mundo onde as pessoas falassem sobre mais do que cinco temas? E, claro, nas circunstâncias atuais, esse seria um sujeito rico; riquíssimo, aliás, daqueles de ameaçar a fortuna do Eike Batista. É isto: a maioria das pessoas só consegue falar sobre cinco temas. Pense comigo, veja as suas olheiras no espelho e conte: cinco temas. Esse dado é empírico. Mas basta analisar as mídias sociais e o histórico de conversas no chat para comprovar que a tese é válida. Não é verdade?

Se as pessoas passassem a conversar sobre mais que cinco temas, haveria muito mais gente interessante no mundo. Tão interessantes que não ia existir gente solteira no mundo.

Nenhum comentário: