14 de fev de 2013

O primeiro post

Escrevo (aliás, digito) tanto, mas tanto, que não sei porque cargas d'água inventei de criar um blog (aliás, mais um - se criar blog virasse uma profissão e pagasse bem, certamente eu seria contratado). Menti. Sei sim: a vontade de escrever sem limite de caracteres e para mais gente do que os seguidores do Twitter ou os amigos do Facebook.

Ou, talvez, em meus sonhos mais ambiciosos, exista a vontade de ficar rico escrevendo baboseiras na internet como muita gente faz - já que no jornalismo...tsc!...ficar rico (mesmo escrevendo as mesmas bobagens) é quase impossível. Pelo menos algum bônus é preciso ter para se dedicar com afinco a uma atividade que parece não levar a pessoa a lugar algum, não é verdade? Se eu não conseguir, pelo menos terei tentado.

Nenhum comentário: